Estudo de GC – Portugal e Espanha 2024

Amostra

Para esta edição foram consideradas respostas de 97 organizações:
89 com presença em Portugal e 8 com presença Espanha.

Capa do relatório do Estudo de GC 2024

Descarregue o relatório

com os principais resultados

Natureza social

  • Entidade pública: 19
  • Empresa privada: 76
  • Organização do terceiro setor 2

Número de colaboradores

Número de colaboradores nas organizações representadas

Setor de atividade

26 são organizações de Serviços (consultoria, advocacia, formação e outros); 12 de Indústria (química, farmacêutica, transformadora ou outra); 10 da Indústria de software / hardware; 8 são entidades da Administração Pública

Setor de atividade das organizações representadas

Distrito da sede

46 das respostas em Portugal são de organizações com sede no distrito de Lisboa; 4 das espanholas são da região de Madrid.

Data

As respostas foram recolhidas através de um questionário online no período de 20 de fevereiro a 10 de abril de 2024.

Os resultados foram publicados a 26 de junho.

Autora

Ana Neves, diretora-geral da Knowman 

Principais novidades

Tal como havia acontecido na edição anterior, o questionário foi criado com a aplicação LimeSurvey. A sua flexibilidade permitiu aumentar ainda mais o grau de personalização: à realidade das organizações (que os respondentes davam a conhecer pelas suas respostas) mas também ao tempo e preferências de quem respondia.

Assim, logo no início do questionário, foi possível indicar quais as secções a que pretendiam responder. Para além das questões nucleares não opcionais, o questionário tinha ainda algumas questões adicionais sobre gestão de conhecimento, questões relacionadas com ferramentas digitais, e questões específicas sobre inteligência artificial generativa (IA gen).

O tema da IA gen foi, aliás, uma das grandes novidades desta 8ª edição do Estudo.

O questionário foi disponibilizado em português e castelhano para que, à semelhança de anos passados, se fizesse uma análise dos resultados por país. No entanto, dado o reduzido número de respostas de organizações em Espanha (apenas 8), foi decidido analisar os dados agregados de Portugal e Espanha.

Nesta edição não foram colocadas questões relacionadas com o impacto da pandemia de covid-19 na gestão de conhecimento.

À semelhança do ano anterior, cada respondente recebeu um documento com as suas respostas a algumas das questões.

Resultados